Posts Recentes

SOCIEDADE DE RECREIO, UNIÃO E PROGRESSO MOURONHENSE - TUNA MOURONHENSE

«Com grandes períodos de glória e algumas travessias do deserto, a Tuna Mouronhense foi fundada em 01 de Setembro de 1914!


Em 1934, após uma primeira travessia do deserto, a Tuna ressurgiu com o maior êxito!

Francisco Carlos Gouveia e Jaime Luciano da primeira fase, com Luís Francisco Martins, José Francisco Mota e Alberto Ferreira Martins constituíram a Direcção que, com outros bons mouronhenses, havia de ver Sociedade de Recreio, União e Progresso Mouronhense com estatutos aprovados pelo Governo Civil de Coimbra em 09 de Novembro de 1935. Obra grande a destes Homens que havia de projectar-se no futuro, quer fazendo parte do imaginário colectivo mouronhense, quer na sua materialização com a construção da Sede. O desaparecimento do número dos vivos de alguns e do afastamento da terra natal de outros na luta pela vida, fez enfraquecer a Tuna a partir de 1938/39! ... A Tuna Mouronhense havia de cumprir mais um período de reduzida actividade! Mas o gosto pela música nunca deixou de existir nos Mouronhenses! Espalhados pela Grande Cidade ou por outras partes do Mundo, os "velhos" tunos aproveitavam sempre uma ou outra oportunidade para uma tocata!


Em 1981 após o Carnaval, o grupo de instrumentistas que então se reuniu para a circunstância, liderado por Américo Benido dos santos, decidiu convocar a Assembleia Geral da Sociedade, constituiu corpos gerentes e avançou com a renovação da Tuna Mouronhense. Musicalmente dirigida por Fernando Silva, dedicado Mestre da Filarmónica Arganilense, a Tuna Mouronhense e a sua Escola de Música vem, desde então, mantendo um bom nível artístico! Os Mouronhenses e os Tabuenses em particular e a gente da nossa beira Serra em geral, têm pela sua Tuna um especial carinho! Sente-se o seu orgulho quando a sua Tuna os representa! Por todos eles, a Tuna promete continuar a prestigiar a sua terra, a sua região.

A Escola de Música que tem sido o alfobre da manutenção da nossa Tuna, encontra-se numa fase de grande actividade, estando as suas portas sempre abertas para novos alunos.

É notável a actividade da Tuna Mouronhense. As suas actuações em programas de Televisão e em digressões a França são expoentes máximos de um dos períodos de glória que atravessa.


A Sociedade de Recreio, União e Progresso Mouronhense tem, para além da música, são objectivos estatutários os consignados no Artº 3º. Dos seus Estatutos, aprovados em Novembro de 1935:

ARTIGO 3º.

Os seus fins são:

Fazer dos associados um grupo de indivíduos que pela sua vida e acção possam influir salutarmente na transformação social, criando e desenvolvendo o amor à terra Natal, o espírito de solidariedade, mutualidade, assistencia, economia, amor ao trabalho e ao estudo, servindo-se de todos os meios honestos, entre eles:

1º. - Palestras educativas e de higiene e de divulgação agrícola e científica;

2º. - Criação e desenvolvimento da música e outras artes;

3º. - Realização de récitas e sessões de cinema;

4º. - Prática de excursões;

5º. - Criação de uma biblioteca, gabinete de leitura e pequeno museu regional;

6º. - Assistencia escolar, estimulando e canalisando tendencias;

7º. - Prática das actividades que resultam da própria vida da Sociedade, como participação na organização e funcionamento e directrizes;


Fundadores:

Dr. Francisco Nunes Morgado - Médico - Mouronho José de Moura e Paiva - Farmacêutico - Mouronho Luiz Diniz da Cunha - Professor - Mouronho José Augusto do Vale - Professor - Espariz Luiz Gouveia de Jesus - Alfaiate - Mouronho Francisco Carlos Gouveia - Padeiro - Mouronho Domingos Marques Coelho - Proprietário - Alvoeira António Francisco Martins - Proprietário - Mouronho e outros